Evangélicos pedem transferência de embaixada para Jerusalém

Evangélicos pedem transferência de embaixada para Jerusalém

.

Luiza Pollo

03 de abril de 2017 | 05h00

Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Foto: Tiago Queiroz/Estadão

A bancada evangélica no Congresso vai pressionar o chanceler Aloysio Nunes a transferir a sede da embaixada do Brasil em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu na eleição fazer a mudança, o que estimulou Israel a pedir o mesmo a outros países. O cônsul-geral de Israel em São Paulo, Dori Goren, tratou do assunto com a Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil. O presidente, bispo Robson Rodovalho, se comprometeu a procurar o ministro para defender a medida.

Os evangélicos terão trabalho para convencer o ministro Aloysio Nunes a trocar o endereço da embaixada. À Coluna, o chanceler afirmou: “De jeito nenhum. Por que o Trump prometeu mudar, vamos mudar também? Estamos bem em Tel Aviv”.

Na reunião com os evangélicos, o cônsul também pediu apoio para aumentar o turismo religioso em Israel. Jerusalém, que já contabilizou 150 mil turistas brasileiros, hoje recebe 60 mil.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Itamaraty

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.