Eunício decide votar orçamento e ameaça reforma da Previdência

Luiza Pollo

13 de dezembro de 2017 | 16h35

A convocação pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para votar o Orçamento na noite desta quarta-feira, 13, foi recebida por parlamentares como um sinal de que a reforma da Previdência não será mais apreciada em 2017.

Ao apreciar o Orçamento, parlamentares entendem que as atividades estão encerradas e não haverá mais a possibilidade de obter o quórum necessário as mudanças na aposentadoria.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, admitiu a dificuldade de reunir deputados na próxima semana caso a votação do Orçamento seja concluída hoje. “É difícil, mas não é impossível”, disse o demista.

Sobre a reforma da Previdência, Maia diz que “ainda está construindo” uma saída para votar a medida.

Tendências: