‘Estão tentando politizar até a Copa América’, diz governador do DF

‘Estão tentando politizar até a Copa América’, diz governador do DF

Marianna Holanda

31 de maio de 2021 | 18h01

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha Foto: Dida Sampaio/Estadão

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse que estão tentando politizar a Copa América e não vê nada de mais em sediar os jogos em Brasília.

“Já fizemos vários eventos esportivos sem público e não tivemos problema nenhum. Pelo que eu estou entendendo, estão tentando politizar até a Copa América”, afirmou.

Ibaneis negou que possa haver um aumento no número de casos de covid-19 – o DF teve mais de 8,6 mil vítimas do coronavírus e 405 mil infectados. Outros governadores já rejeitaram a possibilidade do evento, diante do aumento de casos pelo País.

“Desde que sejam mantidas as regras de segurança, as pessoas sejam testadas, sem presença de público, não vejo problema nenhum”, afirmou.

Tampouco acha que pode ser um problema o fato de virem jogadores e comissão técnica de outros países, diante de proliferação de novas cepas. “Vem todo mundo testado, melhor ainda”.

Segundo contou, a CBF consultou-o na manhã desta segunda-feira, 31, sobre a possibilidade de realizar jogos na capital federal. O governador lembrou que a final da Copa Sulamericana foi no Estádio Mané Garrincha, assim como a final da Supercopa do Brasil (Flamengo x Palmeiras).

“Ocupação dos hotéis melhora bastante (com o evento), o comércio da cidade gira em torno disso. Vai ser bastante positivo, principalmente neste momento de retomada da economia”, disse. Ibaneis contou ainda que não foi procurado por ninguém do governo federal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.