Entidades ruralistas se unem para discutir reformas com o governo

­­

Coluna do Estadão

19 de outubro de 2016 | 05h00

Assim como as centrais trabalhistas, as entidades ruralistas estão se unindo para chegar mais forte na discussão com o governo sobre as reformas da Previdência e Trabalhista. Após uma reunião ontem, liderada pelo presidente da CNA, João Martins, representantes das onze entidades mais significativas do setor decidiram atuar em conjunto no que será mais um movimento para pressionar o governo. Além das reformas, a agenda prioritária inclui crédito agrícola. É a primeira vez que o setor atuará assim. Antes disso, cada segmento falava por si.

No comando da CNA no lugar da senadora Kátia Abreu, que está licenciada, João Martins tem se consolidado na vaga. Na entidade, ninguém mais aposta que a peemedebista retome seu mandato.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

reformas

Tendências: