Em delação, Corrêa cita corrupção em Cidades

Em delação, Corrêa cita corrupção em Cidades

-

Luiza Pollo

11 de maio de 2016 | 05h00

CETICA29 - BSB - CONSELHO ÉTICA/PEDRO CORRÊA - NACIONAL - O Conselho de Ética vota o relatório em que o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) recomenda a cassação do mandato do deputado e presidente do PP, Pedro Corrêa (PE). - FOTO: CELSO JUNIOR/AE

FOTO: CELSO JUNIOR/AE

O ex-deputado Pedro Corrêa (PP) destrinchou na sua delação premiada esquema de corrupção no Ministério das Cidades. Quem acompanhou os depoimentos diz que ele identificou a pasta como um “terreno fértil para muitas patologias”. O PP comandou o ministério de 2005 a 2015. A pasta está entre as mais cobiçadas pelos partidos. PSD e PSDB se digladiaram nos bastidores para assumi-la num eventual governo Temer. Para este ano, o orçamento é de R$ 12,9 bi.

A delação de Corrêa ainda precisa ser homologada pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF. Pelo acordo, ele continuará preso por mais um tempo e terá de pagar multa.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao