Em delação, Bené aponta propina para Eduardo Siqueira Campos

-

Coluna do Estadão

05 de junho de 2016 | 11h13

Em delação premiada, Benedito Oliveira Neto, o Bené, contou que pagou propina para Eduardo Siqueira Campos em 2012, quando o pai dele, Siqueira Campos, era governador do TO, por um contrato para confeccionar cartilha para educação no trânsito.

A propina de R$ 600 mil foi entregue a dois funcionários do governo à época. R$ 450 mil foram divididos entre o diretor do Detran e o então secretário Eduardo Siqueira Campos. Bené é investigado na Operação Acrônimo. Na mesma delação ele entregou esquema de corrupção do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: