Em defesa, Eliseu Padilha alega usar aviões da FAB por segurança

Em defesa, Eliseu Padilha alega usar aviões da FAB por segurança

.

Luiza Pollo

07 de março de 2017 | 06h15

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

Na defesa que apresentou à Comissão de Ética Pública da Presidência, que investiga o número elevado de uso de aviões da FAB, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, alegou medida de segurança. Padilha disse ter deixado de usar avião de carreira depois que os xingamentos ao governo Temer ficaram muito evidentes nos aeroportos.

Em 7 de novembro, o Estado revelou que, em cinco meses de governo Michel Temer, ministros ignoraram as normas para utilizar aviões da FAB 238 vezes. O ministro Eliseu Padilha voou 23 vezes para a residência, em Porto Alegre, e viajou outras 16 vezes sem justificativa.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Eliseu Padilha

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.