Em áudio, Freixo diz que capitão Adriano não tem ligação com assassinato de Marielle Franco

Em áudio, Freixo diz que capitão Adriano não tem ligação com assassinato de Marielle Franco

Coluna do Estadão

09 de fevereiro de 2020 | 18h07

Deputado Marcelo Freixo. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) enviou um áudio para amigos afirmando que o capitão Adriano, morto pela polícia na Bahia, “não tem nenhuma relação com a morte da Marielle”.

Segundo o deputado, as investigações do assassinato da vereadora do PSOL “apontam o contrário”. “Não há o menor indício de envolvimento do Adriano no caso”, diz Freixo no áudio curto. “O Adriano tinha de ser investigado pelo envolvimento com a família Bolsonaro, por muitas razões.”

Apesar da afirmação do deputado no áudio, em nota, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia afirmou que Adriano era suspeito de envolvimento no assassinato de Marielle e do motorista Anderson Gomes. O nome do miliciano, porém, não consta no inquérito que investiga a morte da vereadora, ocorrida em março de 2018.

Adriano chegou a ser investigado sob suspeita de participação no crime, prestou depoimento em 2018 e negou envolvimento no caso.

O ex-capitão da PM do RJ Adriano Magalhães da Nóbrega foi morto em um confronto com policiais militares na manhã deste domingo, 9, na zona rural de Esplanada (BA).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: