Eleição para Presidência da Câmara poderá acontecer apenas na quinta-feira

-

Marcelo de Moraes

08 de julho de 2016 | 11h12

Com apoio das bancadas do PSDB, DEM e PSB, o presidente interino da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA) vai insistir em realizar a eleição para a Presidência da Casa apenas na quinta-feira. Assim que Eduardo Cunha renunciou à Presidência, ontem à tarde, ficou criada a vacância do cargo. Maranhão assumiu o posto interinamente e marcou a nova eleição para o dia 14.

Logo depois, o colégio de líderes se reuniu e, aproveitando a fragilidade política de Maranhão, decidiu desautorizar sua decisão, antecipando a votação para terça-feira. O problema é que o regimento da Casa estabelece que a decisão sobre a data cabe ao presidente. Apoiado pelo regimento e por partidos que desejam ganhar mais tempo para consolidar uma candidatura comum ao cargo, Maranhão decidiu insistir na data original, o que pode transferir a eleição para quinta.

Tudo o que sabemos sobre:

Câmara dos Deputados

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.