Eleição em conselho sob intervenção teve até voto de mortos

Eleição em conselho sob intervenção teve até voto de mortos

Juliana Braga

30 de janeiro de 2019 | 08h39

Foto: Divulgação/CRA-PA

 

Fraudes na eleição para a escolha dos membros do pleno do Conselho Regional de Administração do Pará (CRA-PA), em outubro passado, motivaram uma intervenção no órgão. A decisão, publicada no Diário Oficial da União da última sexta-feira, 25, foi tomada pelo Conselho Federal de Administração.

Após denúncia, uma auditoria da autarquia constatou o uso fraudulento da base cadastral de eleitores. Foram identificadas 285 trocas de senhas a partir dos computadores do CRA-PA para garantir acesso ao sistema de voto. Representam quase 30% dos votantes. Entre as senhas trocadas estão as de cinco pessoas já falecidas, três CPF’s não cadastrados no conselho e outras cinco que declararam não ter participado.

A chapa vencedora teve uma vantagem de apenas sete votos.

A intervenção vai até o dia 31 de agosto de 2019. Nesse período, ficam suspensas todas as atividades e compentências do plenário e da Diretoria Executiva do CRA-PA. (Juliana Braga)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.