‘Ele está no direito dele’, diz Doria sobre promotor que o acusa de descumprir lei eleitoral

‘Ele está no direito dele’, diz Doria sobre promotor que o acusa de descumprir lei eleitoral

­

Coluna do Estadão

02 Agosto 2016 | 15h06

Foto: Reprodução/TV Estadão

Foto: Reprodução/TV Estadão

O candidato à Prefeitura de São Paulo João Doria (PSDB) afirmou que o promotor José Carlos Bonilha ‘está no direito dele’ de recorrer da decisão da Justiça que negou abertura de apuração contra o tucano.

“Embora a decisão judicial em primeira instância tenha sido em nosso favor, ele [o promotor José Carlos Bonilha] está no direito dele. A Promotoria Pública merece respeito”, ponderou.

O Ministério Público Eleitoral acusa Doria de ter feito propaganda antecipada em jantar com líderes empresariais no dia 9 de junho. O tucano só poderia se comportar como candidato e pedir votos depois do 24 de julho, quando sua candidatura foi oficializada na convenção do partido. Para a Justiça, porém, Doria não teria feito pedido explícito de voto, e não teria descumprido a lei eleitoral. (Mariana Diegas)

Mais conteúdo sobre:

Eleição municipal