“É inaceitável manobra para livrar Lula”, diz senadora Ana Amélia

“É inaceitável manobra para livrar Lula”, diz senadora Ana Amélia

Andreza Matais

15 Julho 2017 | 11h32

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Políticos repercutem nas redes sociais a informação revelada pela Coluna do Estadão de que o relator da reforma política na Câmara dos Deputados, Vicente Cândido (PT-SP), incluiu no seu parecer dois artigos que proíbem a prisão de políticos até oito meses antes da eleição. A medida pode valer já para a eleição de 2108 se for aprovada até setembro pelo Congresso e foi apelidada de “Emenda Lula”.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ser beneficiado porque foi condenado em primeira instância a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro. Como o recurso ao TRF só deve ser julgado no próximo ano e Lula já se lançou candidato, ele pode se beneficiar do salvo conduto previsto no projeto. Entenda como vai funcionar a nova regra se for aprovada pelo Congresso.

Pelo Twitter, a senadora Ana Amélia (PP-RS) escreveu: “Quando a sociedade exige uma reforma política moralizadora, é inaceitável e provocadora a manobra para livrar Lula e outros políticos da inelegibilidade nas eleições de 2018”, escreveu, mencionando a “Emenda Lula”.

O presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire (SP), também comentou o assunto pela rede social. “Na ditadura ficaram famosos os “casuísmos”. Lá eram infames. Esse lulopetista de agora é patético. Eles e seus “heróis” se superam, sempre”, afirmou.