Disputa judicial na BR Distribuidora envolve valor bilionário

Disputa judicial na BR Distribuidora envolve valor bilionário

Multa é de R$ 600 milhões, mas pode chegar à casa do bilhão com os juros

Coluna do Estadão

07 de agosto de 2016 | 05h00

Foto: Fábio Motta/Estadão

Foto: Fábio Motta/Estadão

Uma disputa judicial pode levar a BR Distribuidora a arcar com R$ 1 bilhão para pagar multa contratual à WTorre e um fundo de investimento parceiro. A empresa ingressou na Câmara Arbitral de Paris pois a subsidiária da Petrobrás pediu, sem prever rescisão, a nulidade de contrato de uma construção de unidade operacional em Rondonópolis (MT). A multa contratual é de R$ 600 milhões, mas, com os juros, pode chegar à casa do bilhão. O impasse ocorre no momento em que a Petrobrás tenta compartilhar o controle da BR, companhia que foi atingida pela Lava Jato, assim como a WTorre.

A BR Distribuidora alega que acionou a Justiça “face o resultado de uma investigação interna sobre o contrato”. A WTorre diz que bancou a obra e que o processo na Câmara Arbitral é sigiloso.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Multa

Tendências: