Dilma não fará defesa no impeachment para evitar Ataídes e Magno Malta

Dilma não fará defesa no impeachment para evitar Ataídes e Magno Malta

-

Luiza Pollo

01 de julho de 2016 | 05h30

Brazil's President Dilma Rousseff reacts during a press conference after impeachment proceedings were opened against her by the President of Chamber of Deputies Eduardo Cunha, at the Planalto Presidential Palace in Brasilia, Brazil, Wednesday, Dec. 2, 2015. The speaker of the nation's lower house says he's opening the impeachment process based on accusations that Rousseff's government broke fiscal responsibility laws this year. (AP Photo/Eraldo Peres)

Foto: AP Photo/Eraldo Peres

A defesa de Dilma Rousseff revelou a razão para ela não ir à Comissão do Impeachment: não aceita ser inquirida pelos senadores Ataídes Oliveira e Magno Malta, ambos sem papas na língua.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

A verdade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.