Deputados tentam minimizar poder de fogo de Cunha

.

Daniel Carvalho

14 de junho de 2016 | 23h17

Diante dos recados dados pelos corredores da Câmara de que Eduardo Cunha “morreria atirando” para todos os lados, deputados outrora ligados ao presidente afastado procuraram nesta terça-feira, 14, minimizar o poder de fogo do peemedebista. Sob anonimato, comentavam que Cunha pode até falar, mas dificilmente terá como provar as acusações que eventualmente fará. Um opositor, no entanto, pondera que, nos dias atuais, não é mais preciso ter provas para destruir uma reputação.

Tudo o que sabemos sobre:

Ameaças

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: