Deputado dá soco em eleitor por tatuagem de Temer; assista

Deputado dá soco em eleitor por tatuagem de Temer; assista

Coluna do Estadão

27 de abril de 2018 | 13h44

O líder do Solidariedade na Câmara, deputado federal Wladimir Costa (SD-PA), que ficou conhecido por tatuar o nome de Temer no corpo, voltou a ser destaque após agredir um homem em um evento da Prefeitura de Jacundá, no Pará, na noite de quinta, 26. Interrompido durante seu discurso, Wlad perguntou ao homem se ele queria o microfone e levou o aparelho. “Explica a tatuagem do Temer na sua bunda, por favor”, pediu o homem. Ao ouvi-lo, Wlad deu um tapa na cara dele. “Repeita a cara de homem, vagabundo. Homem safado apanha na cara”, disse. “Isso não é coisa de homem falar não”, continuou. E com a voz ainda tensa, pediu calma aos presentes. 

Em nota, o líder diz ter “reagido como forma de compelir a injusta agressão que vinha sofrendo”. “A reação a ofensas descabidas a homens públicos já foi vista, inclusive em outros casos, quando políticos, incluindo um deputado e um senador, se sentiram agredidos e precisaram se defender”, escreveu o deputado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.