Deputada que elogiou honestidade de marido preso vai presidir comissão na Câmara

Deputada que elogiou honestidade de marido preso vai presidir comissão na Câmara

.

Luiza Pollo

21 de fevereiro de 2017 | 06h00

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A deputada Raquel Muniz (PSD-MG), que teve o marido preso após elogiá-lo na votação do impeachment, é favorita para presidir a Comissão da Mulher na Câmara.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Comissão da Mulher

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.