Deputado diz que corrupção na Petrobrás é culpa de ‘incompetência’ de servidores da CGU

Deputado diz que corrupção na Petrobrás é culpa de ‘incompetência’ de servidores da CGU

­

Coluna do Estadão

16 de agosto de 2016 | 06h25

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) achou culpados pelos crimes da Lava Jato. Em reunião na Câmara na semana passada, ele deu a seguinte declaração em resposta à pressão de servidores que cobram a volta da antiga CGU, atual Ministério da Transparência.

“Se há hoje a roubalheira que há no Brasil, no serviço público, isso passa pela incompetência de muitos servidores da CGU. A Petrobrás está aí, falida, porque não houve controle interno. A CGU parece que não viu que existia a Petrobrás. A Eletronuclear foi saqueada, e parece que não existia a CGU. Portanto, eu entendo que nós temos que cobrar eficiência. Tem que haver transparência, mas tem que haver um serviço público do tamanho que o povo brasileiro possa pagar e com a eficiência de que o povo brasileiro precisa.”

O deputado foi vaiado por servidores que acompanhavam a reunião e provocou: “Podem vaiar. Isso aí para mim é aplauso”, disse, para desespero de Benito Gama (PTB-BA), presidente da comissão que analisa a Medida Provisória 726: “Não, não podem vaiar”. A MP trata de mudanças na estrutura do governo.

Quando era prefeito do município de Cantanhede, o deputado Hildo Rocha foi alvo de fiscalização da CGU, que o acusou de burlar processos licitatórios, desviar recursos públicos por meio de empresas-fantasmas e pagamentos de serviços não prestados. Ele não foi localizado para comentar o assunto.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Falo mesmo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.