Deputado diz que levou ‘peitada’ do líder interino do PMDB, Pedro Paulo

Deputado diz que levou ‘peitada’ do líder interino do PMDB, Pedro Paulo

.

Luiza Pollo

30 Março 2017 | 06h45

Foto: Montagem/Estadão

Foto: Montagem/Estadão

Há uma semana na liderança do PMDB na Câmara, Pedro Paulo (RJ) trocou farpas com o deputado Hildo Rocha (PMDB), que o acusa de agressão. Alega ter levado, literalmente, uma ‘peitada’ do colega em discussão no plenário.

O bate-boca começou porque Rocha orientou o PMDB a votar com o PT pelo aumento do valor do Programa Cartão Reforma na área rural. Pedro Paulo disse que o governo era contra e tirou o microfone do colega. Ao fim, o Planalto perdeu.

“O que aconteceu foi um estupro parlamentar. Ele veio me peitar. Tem peito de pombo. É indelicado, descortês”, acusa Rocha. Sobre o governo ter perdido a votação, afirma: “O governo andou como lesma e a votação andou como raio”.

O deputado nega ter agredido o colega. “Não dei peitada coisa nenhuma. Apenas estranhei que ele estava orientando a bancada do PMDB contra o governo. Ofereci ao deputado Hildo que revisasse a orientação [contra o governo], mas ele se recusou e eu mudei”, diz.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

 

Mais conteúdo sobre:

Pedro PauloHildo Rocha