Depoimento de mulher de marqueteiro de Dilma ao TSE é adiado

Coluna do Estadão

29 de setembro de 2016 | 21h27

Foto: AFP

Foto: AFP

 

Foi adiado o depoimento previsto para hoje da mulher do marqueteiro João Santana, Mônica Regina Cunha Moura, no processo que tramita no TSE e pode levar à cassação da chapa Dilma/Temer

Pessoas próximas à investigação dizem acreditar que Mônica só vai falar depois de acertar um acordo de delação premiada. (Rafael Moraes Moura)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: