Demitido da Apex, Carreiro ignora chanceler em nota de despedida

Demitido da Apex, Carreiro ignora chanceler em nota de despedida

Naira Trindade

11 Janeiro 2019 | 16h39

 

Após resistir à demissão da presidência da Apex e trabalhar mesmo ao ter sido desligado via Twitter, Alex Carreiro divulgou nota agradecendo a “honrosa missão de presidir” a agência. Em seu texto, evitou mencionar o chanceler Ernesto Araújo, responsável por substituí-lo por meio de um tuíte. Assumiu a cadeira o embaixador Mário Vilalva. “Recebi do excelentíssimo presidente da República, Jair Bolsonaro, a honrosa missão de presidir a Apex-Brasil, ofício que cumpri até o último instante, sem abandonar meu posto”, diz trecho da nota. (Naira Trindade)

Lei a íntegra da nota:

“Recebi do excelentíssimo presidente da República, Jair Bolsonaro, a honrosa missão de presidir a Apex-Brasil, ofício que cumpri até o último instante, sem abandonar meu posto.
Agradeço a confiança do presidente Bolsonaro e retribuo com a minha lealdade a oportunidade que tive, ainda que por breve momento, de presidir essa instituição tão importante para a internacionalização das empresas brasileiras e o desenvolvimento do país.
Agradeço também aos excelentes funcionários da Apex-Brasil o convívio profícuo e aproveito para cumprimentar a nova diretoria e desejar-lhe sorte.
Que nunca nos esqueçamos de olhar para o produtor brasileiro, que, a despeito das enormes dificuldades que enfrenta diariamente, segue incansável gerando empregos e renda para a nação. E que tenhamos sempre em mente que o Brasil é maior do que qualquer um de nós e é por ele que devemos sempre trabalhar.
Com coragem, com verdade, com fé.
Brasil acima de tudo; Deus acima de todos.”

Alex Carreiro