DEM quer vice famoso e sonha com Bernardinho

DEM quer vice famoso e sonha com Bernardinho

Luiza Pollo

23 Agosto 2017 | 05h30

Em fase de repaginação do partido, o DEM já estuda o perfil de uma eventual candidatura presidencial. A grande novidade seria o vice. A ideia é que o partido tenha um político da própria sigla na cabeça de chapa e convide uma figura de destaque da sociedade, que tenha afinidade com as propostas da legenda, para a vaga de vice-presidente. Nos bastidores, líderes do DEM tratam o nome de Bernardinho, ex-treinador da seleção de vôlei, como o vice dos sonhos. O DEM aposta que uma chapa com esse perfil pode garantir pelo menos 15% dos votos.

Troco. O governo se irritou com a manobra comandada pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ), ontem, na comissão que discutia a TLP, impedindo que fosse votada. Governistas cobram retaliação.

Pre-pa-ra. No calor da discussão, senadores lembraram que há um processo aberto contra Lindbergh no Conselho de Ética da Casa. Falta apenas relator.

Só um milagre. Lindbergh está preocupado com o horário marcado para a retomada da sessão, nesta quarta, às 9 horas. “Como é que o Serra, um ator importantíssimo, vai acordar?”, perguntou Lindbergh, que se aliou ao tucano ontem para adiar a votação.

Cadê?. Depois da polêmica do programa tucano, Tasso Jereissati disse que ninguém o procurou para que deixe o comando do partido. “Ninguém me ligou, nem mandou WhatsApp. Não recebi nem cartão-postal pedindo algo”, ironizou.

Briga interna. O presidente do Instituto Miguel Arraes, Antonio Campos, acusou, em nota, o ministro Fernando Filho de trair a memória de Arraes, ao anunciar a venda de ações da Eletrobrás. Campos lamentou que a iniciativa tenha partido de um ministro do PSB e disse que vai acionar a Justiça.

Incansável. O relator da reforma política, deputado Vicente Cândido (PT-SP), propõe autorizar os partidos a promover bingos e sorteios para arrecadar recursos “ao custeio de suas finalidades partidárias e eleitorais”.

É hoje. A proposta deve ser votada hoje na comissão da reforma política.

SINAIS PARTICULARES. Deputado Vicente Cândido/Por Kleber Sales

Lupa. O TCU vai propor hoje a fiscalização de verbas pagas pelos Tribunais Regionais do Trabalho e Tribunais de Justiça de “gratificação por excesso de trabalho”. A decisão foi tomada após a Coluna revelar que o CNJ mandou pagar o benefício a desembargadores do Trabalho.

Para tudo. A Corte de contas não descarta mandar suspender os pagamentos. Entre novembro de 2015 e abril de 2016, juízes receberam R$ 23 milhões por causa da gratificação. Auditoria do TCU revelou que R$ 3,3 milhões foram pagos irregularmente.

CLICK. O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, debateu com integrantes da Comissão de Orçamento os vetos à LDO e a proposta de mudança da meta fiscal.

Divulgação CMO

Fortes emoções. A viagem de Michel Temer à China vai jogar a presidência da Câmara por 9 dias no colo do Centrão, representado pelo deputado André Fufuca (PP-MA). Rodrigo Maia assume o País e seu vice, Fábio Ramalho, acompanha Temer. A preocupação está na lista de MPs prestes a caducar…

Cartas…O Planalto aposta todas as fichas no ministro Edson Fachin para segurar uma possível segunda denúncia contra Temer de autoria de Rodrigo Janot.

…lançadas. A aliados, Temer diz acreditar que, após a saída de Janot, Fachin pode seguir os passos de Teori Zavascki, que consultava colegas da Corte antes de tomar decisões monocráticas.

Pronto, Falei! 

“O programa é um divisor de águas. Ele enfrenta todos os males do sistema político brasileiro”, do senador Armando Monteiro (PTB-PE) falando ao senador Tasso Jereissati sobre o programa do PSDB.