DEM mira ‘espólio’ da esquerda no Nordeste

DEM mira ‘espólio’ da esquerda no Nordeste

Coluna do Estadão

03 de setembro de 2019 | 05h00

Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil

Nas primeiras eleições municipais após o fim da era PTMDB na Presidência, o DEM investirá politicamente para ficar com o “espólio” da esquerda no Nordeste. O partido avalia disputar com boas chances de vitória quatro prefeituras de capitais da região: São Luís, Fortaleza, Recife e Salvador. Em outras, como Aracaju, Teresina e João Pessoa, o DEM pretende estar em “chapas competitivas”. “Quaisquer que sejam os planos para 2022, a inserção no Nordeste é um ativo importantíssimo”, afirma o presidente do partido, ACM Neto.

Janela… O sonho dourado do DEM é traduzir em votos o espaço conquistado tanto com a presidência da Câmara e do Senado quanto com os ministérios ocupados no governo federal. Quer retomar a relevância que o antigo PFL já teve na Região Nordeste.

…de oportunidade. “O DEM pode ocupar esse vazio de centro-direita deixado pela perda de espaço do PT e pela dificuldade do PSL em se estruturar”, avalia o deputado federal Efraim Filho (PB).

Um a um. No último fim de semana, o DEM filiou cinco prefeitos na Paraíba, todos com chances de reeleição. Agregou ainda o ex-senador Mão Santa, hoje prefeito de Parnaíba (PI).

Influência. Os cargos ocupados no governo também podem render frutos. Os ministros Henrique Mandetta e Tereza Cristina devem lançar candidatos em Campo Grande. Amanhã, Neto conversa com Onyx Lorenzoni sobre Porto Alegre.

Mais. O Podemos mira em outra insatisfeita do PSL, Juíza Selma. Ela reclamou a colegas que o partido não tem feito defesa enfática de seu mandato. Ela foi cassada no TRE-MT e seu processo corre no TSE.

CLICK. Com apoio do MDB de Santa Catarina e do Paraná, o Rio Grande do Sul lançou movimento pela renovação nacional do partido. Simone Tebet (MS) prestigiou o evento.

Foto: Divulgação

Tudo… Enquanto o centro político estiver desunido, as pesquisas de avaliação devem produzir pouco impacto transformador no modo de ser de Jair Bolsonaro e de seu núcleo de seguidores mais fiel, ao menos para fins eleitorais.

…certo. O importante, avaliam no PSL, é manter o apoio em torno de 30% sem deixar a rejeição bater a marca dos 45% (de ruim e péssimo).

Morde e assopra. Na última reunião ministerial, Bolsonaro disse que ouviria todas as opiniões sobre os vetos ao projeto de abuso de autoridade, mas, principalmente, a do ministro da Justiça, Sergio Moro.

Menos… Ainda está em análise, mas há concordância entre Justiça, CGU, AGU e até liderança do governo na Câmara para vetar a punição ao agente que não se identificar ao preso.

…é mais. A AGU argumenta, no documento no qual recomenda 14 vetos, que esse trecho traz insegurança para os agentes.

Tudo green. Nos últimos dias, a Embaixada do Brasil em Washington enviou pelo menos sete ofícios a parlamentares americanos prestando informações sobre incêndios na Amazônia. Um deles para o senador democrata Bernie Sanders.

SINAIS PARTICULARES.

Lucas Barreto, senador (PSD-AP)

Kleber Sales

Master chef. Amigo do chef Alex Atala, o senador Lucas Barreto (PSD-AP) tem reunido colegas em torno da gastronomia amapaense. Semana passada, serviu pernil de cordeiro na presença de Eduardo Bolsonaro e paella com arroz negro para Sergio Moro.

 

PRONTO, FALEI!

O apresentador José Luiz Datena. Foto: Reprodução de ‘Brasil Urgente’ (2019) / Band

José Luiz Datena, apresentador de TV: “O problema do Brasil não é a questão ideológica. Tem imbecil na direita e esquerda. O problema é que a maioria dos quadros é ruim em todas as ideologias.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Tendências: