DEM estuda deixar base aliada de Temer para disputar Planalto

DEM estuda deixar base aliada de Temer para disputar Planalto

Luiza Pollo

29 de dezembro de 2017 | 05h30

SINAIS PARTICULARES: Rodrigo Maia, presidente da Câmara; por Kleber Sales

O DEM planeja desembarcar do governo para lançar candidatura própria ao Planalto em 2018. Na convenção do dia 6 de fevereiro, o partido irá consolidar sua disposição de apresentar um nome na disputa e se posicionar como independente. O preferido é o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Demistas avaliam que ele teria mais chances de competir com outros candidatos do centro, campo disputado hoje pelo tucano Geraldo Alckmin e Henrique Meirelles (PSD). E querem dissociar seu candidato do nome apoiado pelo Palácio do Planalto.

Apaga a luz. A saída do ministro Mendonça Filho (Educação) não será imediata e pode se arrastar até abril, quando ele se desincompatibiliza para concorrer às eleições. O DEM não indicará substituto.

Calma lá. O prefeito de Salvador, ACM Neto, e o senador Ronaldo Caiado (GO), almoçaram ontem, em Salvador, com Rodrigo Maia em mais uma tentativa de convencê-lo a disputar o Planalto. Ele resiste.

O motivo. A saída de Ronaldo Nogueira do Ministério do Trabalho tem relação com a subserviência dele ao líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO). Desagradou ao partido o fato de ele ter perdido o controle da pasta para Jovair.

Clã. O líder do PTB emplacou pelo menos três sobrinhos em cargos importantes do Ministério do Trabalho. Entre eles, Leonardo Arantes, que comanda a poderosa Secretaria de Políticas Públicas de Emprego.

Sem chance. Para continuar como ministro, petebistas exigiram que Ronaldo Nogueira minasse o poder de Jovair. Ele preferiu deixar a pasta a ter que brigar com o deputado.

Salvo… No apagar das luzes do Supremo, o ministro Celso de Mello arquivou investigação contra o deputado Pedro Fernandes (MA), indicado pelo PTB para a pasta do Trabalho.

…pelo gongo. O decano concorda com o Ministério Público de que há falta de provas para comprovar denúncia de peculato e determina o arquivamento.

Ele quem? Petistas graúdos não comentaram a liberdade condicional de Henrique Pizzolato e evitam dizer se o condenado no mensalão ainda é filiado à sigla.

Quem é o monstro? A Beija-Flor vai usar o romance de terror Frankenstein no enredo do Carnaval de 2018 para falar de corrupção.

Quem conhece… Sem personificar, o desfile da escola de samba vai exibir empresários e políticos corruptos, além de mostrar estatais que participaram de esquema de corrupção.

… reconhece. A escola fará uma mensagem de respeito ao próximo e às diferenças sexuais e religiosas e garante que não apontará o dedo ao prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

CLICK. Em brincadeira no Instagram, a Embraer posta foto de um Papai Noel dormindo em um Legacy e diz que, após entregar todos os presentes, ele volta ao Polo Norte.

Na onda. O governo Alckmin assinou protocolo de intenção com a empresa CG/LA Infrastructure para estudar a possibilidade de utilização de criptomoedas para financiar projetos de infraestrutura no Estado. A parceria não envolve custo.

Tem mais. O acordo também prevê a possibilidade de adoção da tecnologia blockchain, que dá apoio ao Bitcoin, como ferramenta de implantação e acompanhamento de projetos na área de iluminação pública.

MEU DESEJO PARA 2018…

DidaSampaio/Estadão

“Espero muito trabalho para vencer todas as formas de intolerância e garantir, nos termos da lei, o combate implacável à corrupção”, DA PRESIDENTE DO SUPREMO, CÁRMEN LÚCIA, especial para a Coluna do Estadão.

COM REPORTAGEM DE NAIRA TRINDADE, LEONEL ROCHA E RAFAEL MORAES MOURA. COLABOROU AMANDA PUPO

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter:
 @colunadoestadao
Facebook:
 facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
 @colunadoestadão

Tendências: