Delação de Chambinho levou à prisão de Paulo Bernardo

-

Fábio Fabrini e Andreza Matais

23 de junho de 2016 | 08h59

A operação que prendeu o ex-ministro Paulo Bernardo, deflagrada nesta quinta-feira pela Polícia Federal, foi baseada em provas obtidas a partir da delação premiada do ex-vereador petista Alexandre Romano, conhecido como Chambinho. Ele revelou irregularidades sobre contratos da empresa Consist no Ministério do Planejamento. A pasta já foi comandada por Paulo Bernardo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: