De saída do TSE, Henrique Neves é pressionado para não votar no julgamento que pode cassar Temer

De saída do TSE, Henrique Neves é pressionado para não votar no julgamento que pode cassar Temer

.

Luiza Pollo

04 de abril de 2017 | 06h45

Foto: Roberto Jayme/ Ascom /TSE

Foto: Roberto Jayme/ Ascom /TSE

O ministro Henrique Neves (TSE) tem sofrido pressão para não manifestar seu voto no processo que pode cassar a chapa Dilma-Temer no TSE. O mandato dele encerra em dia 16 de abril. O julgamento começa hoje.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Henrique Neves

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: