De olho na reeleição, Bruno Covas inicia reforma no secretariado

De olho na reeleição, Bruno Covas inicia reforma no secretariado

Adriana Ferraz

12 Novembro 2018 | 12h37

Prefeito Bruno Covas. Foto: Tiago Queiroz/ Estadão

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), inicia nesta segunda-feira, 12, uma reforma no secretariado já de olho na reeleição, em 2020. Durante reunião marcada para começar às 18h serão anunciadas as saídas de Fábio Santos, secretário especial de Comunicação; Wilson Poit, responsável pela pasta de Desestatização e Parcerias; Marcos Penido, comandante das Prefeituras Regionais; e Filipe Sabará, da Assistência Social.

Com exceção de Santos e Poit, os demais devem compor o secretariado do tucano João Doria, que assume o governo do Estado em janeiro. Todos foram escolhidos pelo ex-prefeito para atuar na Prefeitura.

Após negar convite para assumir a comunicação do futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL), Santos volta para a iniciativa privada. Poit também volta para o mercado, depois de recusar o convite para integrar o governo do Estado.

Até o fim do ano, a Prefeitura terá ao menos outra baixa: o secretário Eduardo Tuma, que responde hoje pela Casa Civil, vai retornar à Câmara Municipal para disputar a presidência da Casa. Vereador pelo PSDB, ele já tem o apoio da maioria. (Adriana Ferraz)