Cunha nega disposição de fazer delação premiada

.

Luiza Pollo

15 de junho de 2016 | 12h46

O presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), negou que pretenda fazer delação premiada no processo em que é investigado na Lava Jato.

“Jamais falei com quem quer que seja de delação, até porque não pratiquei crime e não tenho o que delatar” afirmou Cunha, negando inclusive que tenha promovido qualquer reunião na noite de ontem.

Pessoas que estiveram com ele, no entanto relataram à Coluna que houve, sim, um encontro na residência oficial da presidência da Câmara e que tratou-se, de fato, da possibilidade de Cunha fazer uma delação, embora não desejasse. O peemedebista disse que apenas recebeu “vários amigos” e que, “em nenhum momento, se tratou do tema descrito como exclusivo pela matéria”.

“É extremamente desagradável ter que vir sempre aqui desmentir irresponsabilidades publicadas, principalmente sem meu contraditório”, afirma Cunha.

Tudo o que sabemos sobre:

Outro Lado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: