Cunha diz que manifestantes contra ele são petistas que perderam emprego

.

Daniel Carvalho

21 de junho de 2016 | 12h13

Em pronunciamento que já dura mais de uma hora, o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ironizou a manifestação contra ele que ocorre diante do hotel onde fala aos jornalistas neste momento. “Isso faz parte da prática do PT. Estes aqui estão com dificuldade porque devem ter perdido seus empregos”, afirmou Cunha. Agora, Cunha rebate as alegações do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para pedir sua prisão. “Qualquer estagiário de direito vai entender o ridículo da peça”, disse o presidente afastado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: