CPI da Covid ainda cautelosa para ouvir Braga Netto

CPI da Covid ainda cautelosa para ouvir Braga Netto

Coluna do Estadão

16 de julho de 2021 | 05h00

Foto: Andre Dusek/Estadão

A CPI da Covid deve avançar com cautela sobre Braga Netto. Por ora, a ideia, segundo senadores do G7, é deixar para colher o depoimento do general mais para frente. Também há intenção de deixar claro que o interesse está menos no papel dele como ministro da Defesa e mais na atuação como palaciano, ex-Casa Civil que coordenou os trabalhos do governo no enfrentamento à pandemia. Se Braga Netto fosse convocado agora, como defenderam alguns senadores, poderia parecer mera reação ao estresse com as Forças Armadas na semana passada.

Timing. É justamente essa politização, segundo a cúpula da CPI, que os governistas buscam. Querem criar narrativa de que a comissão tenta investigar a instituição das Forças Armadas, o que não é verdade.

Lapso. Ao menos publicamente até 20h30 desta quinta-feira, 15, nenhum chefe de Poder ou de casa legislativa havia desejado em nota ou em redes sociais pronta recuperação a Bolsonaro, internado em São Paulo.

Pão na chapa. Em busca de se aproximar do mercado financeiro, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), toma café da manhã com investidores da XP nesta sexta-feira, 16. No cardápio, claro, reformas tributária e administrativa.

Proteção. O Ministério da Justiça e Segurança Pública apresentará nesta sexta-feira, 16, balanço dos dados da Operação Acalento, com o objetivo de combater violência contra crianças e adolescentes no País.

Resposta. A operação foi “encomendada” pelo ministro Anderson Torres, na esteira do caso Henry Borel. Até ontem, 15, havia mobilizado mais de 5.700 policiais civis, prendido mais de 500 pessoas e atendido mais de 7.000 vítimas.

Para… A última etapa do processo seletivo do RenovaBR ocorre em parceria com a Change.org, plataforma de petições online.

…qualificar. Dos 12 mil inscritos neste ano, 500 chegaram a esta etapa. O curso preparar interessados, de qualquer partido, para se candidatarem nas eleições para o Congresso.

CLICK. A CEO do grupo Voto, Karim Miskulin (à esq.), promoveu jantar com cerca de 30 empresários e o ex-governador Geraldo Alckmin, acompanhado de Lu Alckmin.

Coluna do Estadão

Lula… Há grande torcida em alas moderadas do PT para que a situação se aquiete em Cuba. Caso contrário, o discurso de culpar o embargo americano perderá força e exigirá uma posição mais clara de Lula sobre a liberdade de expressão e a democracia na ilha.

…no… Quem no PT enxerga para além da polarização entende que a “questão Cuba” não se restringe à disputa com a direita de Bolsonaro (um “diálogo de surdos” faz tempo).

…enrosco… Uma escalada da repressão em Cuba pode atrapalhar os acenos de Lula ao eleitorado de centro, que não têm dúvidas: Cuba é uma ditadura.

…cubano. Lula chegou a dizer que Cuba poderia ser “uma Holanda” se não houvesse o bloqueio dos EUA.

De borracha. O contorcionismo verbal de Lula para abordar os protestos em Cuba sem melindrar a ditadura são de causar inveja a Daniel Browning Smith, o “Homem Borracha”.

SINAIS PARTICULARES.
Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente

Kleber Sales

PRONTO, FALEI!


Antonio Neto, Presidente do Diretório Municipal do PDT em São Paulo: “Para os lulopetistas, Ciro precisa de um psiquiatra e Eunício, Jucá, Geddel e Palocci, de ministérios”, a respeito de reclamações do PT sobre críticas a Lula.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG E MARIANNA HOLANDA. COLABOROU LUIZ HENRIQUE GOMES.

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.