Comissão do extrateto vai ouvir presidentes do STF e da República

Andreza Matais

14 de novembro de 2016 | 16h02

Ilustração: Kleber Sales

Ilustração: Kleber Sales

 

A comissão do Senado que vai analisar os salários que extrapolam o teto constitucional agendou as duas primeiras reuniões para quarta-feira (16). Pela manhã, estará com a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, às 10h, no STF. No mesmo dia, às 16 horas, o encontro será com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

 

Os trabalhos vão começar justamente com o judiciário, embora o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se esforce para dizer que a comissão não tem o objetivo de constranger os investigadores. Serão levantados todos os vencimentos acima de analisar R$ 33.763.

O presidente da comissão é o senador Otto Alencar (PSD-BA) e a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) é a relatora. A criação da comissão foi revelada pela Coluna do Estadão.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.