Comissão de Ética libera Caffarelli de quarentena e exige de Torquato Jardim

Comissão de Ética libera Caffarelli de quarentena e exige de Torquato Jardim

Naira Trindade e Juliana Braga

30 de outubro de 2018 | 12h37

Paulo Caffarelli. Foto: André Dusek/Estadão

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República liberou o presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, de cumprir um período de quarentena.

Caffarelli está de saída do banco para assumir a Cielo, uma empresa de meio de pagamentos, controlada pelo BB e pelo Bradesco.

A Comissão de Ética entendeu que houve apenas uma movimentação interna no banco. Caffarelli deve assumir a Cielo já no dia 5 de novembro, após a homologação do Banco Central.

Já o ministro da Justiça, Torquato Jardim, terá de cumprir a quarentena. Ele deixará o serviço público para voltar a advogar. (Naira Trindade e Juliana Braga)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.