Comissão de Ética avalia casos de Grace e Tatim

Comissão de Ética avalia casos de Grace e Tatim

Naira Trindade

19 Novembro 2018 | 16h25

A Comissão de Ética Pública da Presidência delibera nesta segunda-feira, 19, se abre procedimento contra a ministra da Advocacia Geral da União, Grace Mendonça, para identificar possíveis irregularidades em uma viagem com sua equipe ao exterior em avião da FAB e contra o coordenador de assuntos jurídicos da equipe de transição, Pablo Tatim, devido ao procedimento administrativo disciplinar aberto (PAD) por gastos com passagens aéreas e diárias no valor de R$ 49.445,89.

Conselheiros questionam a presença de cinco passageiros no avião da FAB que levou a ministra da AGU. O Diário Oficial da União autorizou a viagem de apenas duas pessoas, a ministra e sua assessora. Procurada, a assessoria de imprensa da AGU diz que a viagem “ocorreu em cumprimento de agenda oficial e estratégica para o País”. “Todo o procedimento foi realizado em absoluta consonância com o interesse público, inclusive com o disposto no Decreto nº 4.244/2002”, consta da nota.

Já a coordenador de assuntos jurídicos da transição nega irregularidades e diz que a CGU já emitiu um “nada consta atestando sua idoneidade”.