Comissão de Cultura da Câmara ignorou Museu Nacional

Comissão de Cultura da Câmara ignorou Museu Nacional

Coluna do Estadão

04 Setembro 2018 | 05h30

Foto: Marcos Arcoverde / Estadão

A situação precária do Museu Nacional, do Rio de Janeiro, que pegou fogo no domingo, não mereceu a atenção da Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados. Do ano passado para cá, o tema não entrou na pauta do colegiado, responsável por discutir e aprovar projetos de lei na área, além de determinar fiscalizações. A comissão também não é prioridade para a maioria dos partidos. A cinco meses do final da legislatura, dez vagas ainda não foram preenchidas pelas legendas, incluindo cargos de comando, como os três vice-presidentes.

Nua e crua. A pouca atuação da Comissão de Cultura fez com que o deputado Celso Pansera (PT-RJ) pegasse atalho na vizinha Comissão de Ciência e Tecnologia para realizar audiência pública sobre a situação do Museu Nacional. “Este ano ela (Cultura) não atuou muito”, admite.

Turma. Boa parte da direção da UFRJ, que administra o Museu Nacional, é composta por filiados ao PSOL. A lista inclui o reitor, Roberto Leher; a vice-reitora, Denise Lopez; a pró-reitora de Extensão, Maria Mello de Malta; o pró-reitor de Pessoal, Agnaldo Fernandes, e o decano Vitor Mario Iorio.

Geni. O candidato do PSOL à Presidência, Guilherme Boulos, soltou nota atribuindo o incêndio aos “cortes criminosos de Temer na área da Cultura”.

Sabatina. O comandante da Marinha, almirante Leal Ferreira, está recebendo os presidenciáveis, assim como já fez o comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas. Já falou com Henrique Meireles (MDB), Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Alvaro Dias (Pode). No encontro, ele apresenta os projetos da Marinha e fala da importância do mar para o Brasil.

Aulinha. O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) recebeu de aliados do Centrão 20 sugestões para melhorar sua campanha. O pontapé foi lançar a proposta que propõe subsídio na compra de botijão de gás de cozinha a 8 milhões de famílias.

Pique-esconde. Em plena campanha eleitoral, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), ambos candidatos, não foram encontrados por oficiais de Justiça para receber intimação do Supremo. Relator do inquérito, Edson Fachin tem pressa na investigação porque há réu preso. (O senador Ciro Nogueira entrou em contato e disse que já foi intimado)

Vem aí. Réu por duas vezes na Justiça Eleitoral e alvo de ação de improbidade, o candidato a vice na chapa presidencial do PT, Fernando Haddad, deve enfrentar esta semana acusação criminal do MP-SP.

Filhotes. O motivo é o mesmo. A UTC teria pago uma dívida da campanha do petista, em 2012, de R$ 2,6 milhões com caixa 2. Haddad tem afirmado que a delação de Ricardo Pessoa, da UTC, foi rejeitada em outros casos e que ele contrariou o empresário.

CLICK. Filho do presidenciável Jair Bolsonaro, Eduardo postou no Twitter que a candidatura do pai estava aprovada pelo TSE. Porém, a Corte ainda não a julgou.

SINAIS PARTICULARES: OS PRESIDENCIÁVEIS 

João Goulart Filho,
candidato do PPL

Cesta. A “Estatal do trem-bala” é comandada por Jorge Bastos. Amigo dos ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha, ele presidiu antes a ANTT. Chegou na agência por indicação do ex-senador Wellington Salgado (MDB), que já o empregou como diretor do time de basquete de sua universidade.

LEIA MAIS: Estatal do trem-bala tem 111 cargos sem concurso

LEIA MAIS: Estatal do trem-bala tem 17 funcionários que ganham mais de R$ 20 mil

Procura-se. A PF apreendeu, sábado, US$ 290 mil num barco em Tabatinga (AM), na fronteira com Peru e Colômbia. Ainda não sabe de quem é o dinheiro.

COM A PALAVRA! 

“Nem a Assembleia-Geral da ONU, na qual os países estão representados, tem o poder de estar acima da Constituição”, de Gilberto Schlittler, ex-diretor da Assembleia-Geral da ONU, sobre a posição do Comitê de Direitos Humanos da ONU pró-Lula.

COM REPORTAGEM DE NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA. COLABORARAM FABIO LEITE E RAFAEL MORAES MOURA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao