‘Começo a entender por que me afastaram’, diz Cunha

Presidente afastado da Câmara diz que ainda estava decidindo sobre teor do recurso aceito por Waldir Maranhão.

Andreza Matais

09 de maio de 2016 | 13h33

O presidente suspenso da Câmara, Eduardo Cunha, afirmou à Coluna do Estadão que com a decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), de suspender o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff “começa a entender” os motivos que levaram o Supremo Tribunal Federal (STF) a afastá-lo do cargo. 
Segundo ele, todos os técnicos da Câmara se posicionaram contra o recurso agora acatado por Maranhão, o que  explicaria a razão de ele ter dispensado a ajuda dos servidores da Casa para tomar sua decisão. “Eu estava decidindo se mandaria para a Comissão de Constituição e Justiça ou não, só por isso não mandei arquivar.” Sobre os que apostam na sua renúncia como estratégia para tirar Maranhão do cargo e retomar o processo de impeachment, ele avisa: “Vão ter que esperar sentados”, disse. 

 

Mais conteúdo sobre:

Eduardo Cunha