Comando Militar não convida Doria para cerimônia com presença de Bolsonaro

Comando Militar não convida Doria para cerimônia com presença de Bolsonaro

Marianna Holanda

01 de abril de 2021 | 08h00

O presidente Jair Bolsonaro durante a solenidade de troca na chefia do Comando Militar do Sudeste (CMSE), em São Paulo Foto: Isac Nobrega / PR

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), adversário político de Jair Bolsonaro, não foi convidado pelo Comando Militar do Sudeste para a cerimônia de troca de comando, como é de praxe.

O presidente e os ministros Braga Netto, Luiz Eduardo Ramos e Flávia Arruda estiveram presentes ao evento. Até o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, participou. Em nota, o Comando Militar do Sudeste disse que Doria não foi convidado por se tratar de um “evento interno”.

No evento, Bolsonaro, em um discurso rápido, afirmou que as Forças Armadas, conforme determina a Constituição, não medirão esforços para garantir a liberdade do povo brasileiro.

LEIA TAMBÉM: 1.426 municípios sem reserva para a 2ª dose da vacina

 

Tudo o que sabemos sobre:

João DoriaJair Bolsonaro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.