Comando da Câmara e do Senado autorizou ações da PF

Andreza Matais

24 de abril de 2018 | 08h02

Como de praxe, o comando da Câmara e do Senado foi avisado logo cedo pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a quem a PF está subordinada, de que delegados entrariam nas duas Casas Legislativas.

Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi informado de que o alvo seria o deputado Dudu da Fonte (PP-PE). No Senado, o mandado envolve o senador e presidente do PP, Ciro Nogueira (PI).

Nos dois casos, as ações são de busca e apreensão nos gabinetes e apartamentos funcionais. A PF entrou no Congresso com carros descaracterizados e policiais desarmados. (Andreza Matais)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.