Coaf aponta suspeitas em contas de Lula

Coaf aponta suspeitas em contas de Lula

Coluna do Estadão

07 Junho 2018 | 05h30

Foto: Sergio de Castro/Estadão

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) se prontificou a entregar à Justiça Federal de São Paulo relatório que aponta “operações financeiras suspeitas” em relação ao ex-presidente Lula, sua empresa de palestras, a L.I.L.S, e ao Instituto Lula e seu presidente Paulo Okamotto. A informação consta do processo que congelou os bens do ex-presidente por causa de irregularidades fiscais apontadas pela Receita Federal na entidade e na empresa de palestras. Entre os bens bloqueados, está um bote em nome de Lula.

Com a palavra. A assessoria de Lula disse que todos os sigilos foram quebrados há mais de dois anos e não foram encontradas irregularidades. O documento da Primeira Vara de Execuções Fiscais de São Paulo é do dia 23 de maio.

Lula livre. Preso em Curitiba, o ex-presidente Lula vai ao lançamento de sua candidatura sexta, em Contagem (MG). A participação será virtual, por meio de um holograma. Será o ponto alto do evento.

Mais um. Apesar do lançamento da pré-candidatura, continuam as especulações sobre quem será o substituto de Lula se ele for impedido de concorrer. Patrus Ananias entrou na lista.

Em breve. O senador Aécio Neves (PSDB) disse a aliados que pretende anunciar nos próximos dias sua candidatura a deputado federal. O lançamento ajudaria a destravar as alianças.

Me favorece. A campanha de Alckmin decidiu não desmentir em nota oficial a informação de que ele perdeu a paciência e sugeriu aos tucanos que escolhessem outro candidato. A avaliação, dentro e fora do partido, foi de que o boato ajuda a colar no tucano uma fama de durão.

É pouco. Alckmin (PSDB) não foi poupado durante reunião do MDB da Câmara, ontem, com Henrique Meirelles. Em sua fala, Leonardo Picciani descreveu o tucano como um “morto com farofa”.

E tem mais. O ex-ministro do Esporte e deputado federal foi além: disse não ter “mágica” para eleger um candidato “que já é conhecido pelo Brasil”, mas não cresce nas pesquisas. Picciani defende Meirelles como nome do centro.

SINAIS PARTICULARES: Geraldo Alckmin, presidenciável pelo PSDB; por Kleber Sales

Haja sono. A Presidência da República vai comprar cem colchões de solteiro a R$ 33.966. O material vai para o Departamento de Segurança Presidencial, que fica no Planalto.

Conta… Um trabalho pioneiro do Tribunal de Contas da Bahia mediu o impacto da guerra fiscal nos cofres do Estado. Entre 2013 e 2017, a renúncia variou entre 15% e 14% da receita total de ICMS.

…salgada. No total, a renúncia fiscal chegou a R$ 12,7 bilhões, uma média de R$ 2,5 bilhões por ano.

CLICK. O deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF), que disputa a eleição de outubro, está distribuindo álbum personalizado para anotação dos jogos da Copa do Mundo.

FOTO: COLUNA DO ESTADÃO

Criando precedentes. Se o ministro Edson Fachin, do Supremo, aceitar o pedido da PF de quebra do sigilo telefônico de Michel Temer será mais uma medida inédita da Corte. Nunca antes um presidente da República teve seu telefone vasculhado. A série começou com a quebra do sigilo fiscal do emedebista.

Entre a cruz… A CNA avalia a possibilidade de ingressar no Supremo contra a medida do governo que tabelou o preço do frete. O assunto por lá é considerado polêmico porque muitos produtores fazem frete.

PRONTO, FALEI!

Deputado Heráclito Fortes

“Manifesto só funciona quando você conquista os indecisos, os omissos e os contrários”, DO DEPUTADO HERÁCLITO FORTES (DEM-PI), criticando o documento que apoia um nome para o centro.

COM NAIRA TRINDADE. COLABOROU TÂNIA MONTEIRO

Coluna do Estadão:
Twitter:
 @colunadoestadao
Facebook:
 facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
 @colunadoestadão