Ciro Gomes já elogiou ‘retidão e decência’ de Temer

Ciro Gomes já elogiou ‘retidão e decência’ de Temer

Coluna do Estadão

15 Julho 2018 | 05h30

 

SINAIS PARTICULARES. Ciro Gomes, pré-candidato do PDT ao Planalto; por Kleber Sales

Em pré-campanha ao Planalto, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) já chamou Michel Temer de “golpista”, “chefe de quadrilha” e afirmou que o presidente “será preso”. Mas essa relação nem sempre foi assim. As notas taquigráficas da Câmara dos Deputados revelam que, em 15 de dezembro de 2009, Ciro tinha outra opinião. “Vossa Excelência é um constitucionalista respeitado, um eminente jurista, além de político respeitabilíssimo”, disse ao então presidente da Câmara, Michel Temer. Eles debatiam um projeto que tratava do monopólio do petróleo.

Outros tempos. Ciro questionava emenda do então deputado Eduardo Cunha (MDB). Recentemente, o presidenciável acusou Temer e Cunha de se unirem para “roubar a Nação”.

Quem te viu… Na época, Ciro tinha outra visão de Temer. “Todos nós, eu especialmente, temos um grande respeito por Vossa Excelência, pelo seu comportamento, pela sua retidão, pela sua decência”, registrou, em discurso no plenário.

…quem te vê. O embate mais recente entre os dois políticos foi a decisão do Planalto de punir com a perda de cargos os aliados que apoiarem Ciro Gomes. O candidato revidou e acusou Michel Temer de praticar “crime eleitoral à luz do dia”. O Centro tem piscado para Ciro, embora acumule postos no governo.

Sai do muro. Chefe do PR, Valdemar Costa Neto decide se caminha com o Centro rumo ao Planalto na próxima terça, em Brasília. No leque de opções, há também apoiar Jair Bolsonaro ou o candidato do PT. Na quarta, DEM, PP, PRB e SD voltam a tratar das alianças.

A preferida. Nas conversas com líderes do Centro, o nome da senadora Ana Amélia (PP-RS) surge como a vice dos sonhos para uma aliança com Geraldo Alckmin (PSDB) ou com Ciro Gomes (PDT). Avaliam, porém, que ela não abriria mão da reeleição ao Senado.

Call center. Após enviar a mensagem colocando-se à disposição do PP para disputar a Presidência, Ricardo Barros ligou para presidentes dos partidos que formam o Centro para convencê-los de que seria o candidato ideal para o grupo.

Sob a mira… O Conselho Nacional de Justiça recebeu nos últimos seis anos 27 mil representações contra magistrados e servidores por excesso de prazos (quando há queixa de demora no julgamento), além de 11 mil reclamações disciplinares e conduziu 229 sindicâncias.

…da Justiça. Destas, 123 viraram Procedimentos Administrativos Disciplinares (PADs), dos quais 66 resultaram em punições a 74 magistrados e cinco servidores.

Novos alvos. Na fila do CNJ estão o juiz Sérgio Moro e os desembargadores Rogério Favreto e Gebran Neto, intimados após o episódio “solta e prende” de Lula.

CLICK. Flávio, filho de Jair Bolsonaro, publicou meme de Mick Jagger vestindo a camiseta do pai, com alusão à fama de pé-frio do cantor. “A camisa trará sorte”, brincou.

Debate… A Câmara instaurou uma comissão formada por juristas e estudiosos para discutir a atualização da lei de entorpecentes. O colegiado será presidido pelo ministro do STJ Marcelo Navarro e relatada pelo desembargador Ney Bello.

…quente. Compõem o grupo o médico Drauzio Varella e o criminalista Pierpaolo Bottini, entre outros. O trabalho não é remunerado e tem 120 dias para ser finalizado. O relator adianta que vai ouvir os que são a favor da descriminalização da drogas e os que são contra.

A SEMANA

Terça-feira, 17

Brasil passa para Cabo Verde a presidência da CPLP

O presidente Michel Temer irá ao país africano para a Conferência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Quarta-feira, 18

Partidos do Centro voltam a se reunir para costurar alianças

Os dirigentes de SD, PP, PRB e DEM se reúnem para discutir como viabilizar candidatura única do bloco à Presidência.

NAIRA TRINDADE (editora interinaCOM REPORTAGEM DE JULIANA BRAGA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadão