China pode adiantar sua parte em fundo para financiar infraestrutura devido a penúria do Brasil

China pode adiantar sua parte em fundo para financiar infraestrutura devido a penúria do Brasil

.

Luiza Pollo

11 de abril de 2017 | 06h00

Foto: Damir Sagolj/Reuters

Foto: Damir Sagolj/Reuters

Brasil e China discutem como vai funcionar o fundo formado com dinheiro dos dois países para financiar investimentos em infraestrutura.

Serão US$ 20 bilhões, dos quais US$ 15 bilhões aportados pelos chineses e o restante pelo Brasil. Dada a penúria do lado de cá, os sócios podem adiantar sua parte.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

BrasilChina

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.