Por Amazônia, CEOs buscam governadores e o Supremo

Por Amazônia, CEOs buscam governadores e o Supremo

Coluna do Estadão

10 de agosto de 2020 | 05h00

Paulo Hartung. FOTO: GABRIEL LORDELLO/ESTADÃO

Um mês depois do encontro com Hamilton Mourão, o grupo de 65 empresários que cobra medidas mais duras no combate ao desmatamento na Amazônia terá uma nova rodada de reuniões com o poder público. Na quarta-feira, eles reúnem com os nove governadores da região amazônica. O modelo será similar ao da conversa com o vice-presidente: apelo por um compromisso institucional contra o desmatamento, embasado em dados sobre impactos da crise no comércio exterior. Há também uma agenda marcada com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Me ajuda… Dentre os CEOs que estarão na videoconferência, Paulo Hartung (Ibá), Marcelo Brito (Abag) e Marina Grossi (Cebeds). Desde que estiveram com Mourão, os números sobre a Amazônia ainda não revelaram grande melhora.

…a te ajudar. “A situação está gravíssima, precisamos virar a chave. O problema é que nós temos um potencial, mas, ao invés de aproveitá-lo, estamos destruindo”, disse à Coluna Hartung.

De olho. O grupo também está preocupado com a ação no STF, sob relatoria de Luís Roberto Barroso, que obriga o governo a elaborar um plano de contenção à covid-19 em terras indígenas. Os temas caminham juntos, na avaliação desses empresários.

Reviravolta… A partir de hoje sete órgãos ligados à cultura voltarão a responder à secretaria de Mário Frias, o substituto de Regina Duarte no órgão.

…cultural. Depois de nove meses subordinadas diretamente ao Ministério do Turismo, Funarte, Ancine, Iphan, Fundação Palmares, Fundação da Biblioteca Nacional, Instituto Brasileiro de Museus e Fundação Casa de Rui Barbosa ficarão sob os encargos do ator.

SINAIS PARTICULARES.
Felipe Melo, capitão do Palmeiras

Kleber Sales

Assim falou… Campeão paulista com o Palmeiras, Felipe Melo deu aula aos políticos em momento grave da pandemia, que bateu as 100 mil mortes sábado.

… Felipe Melo. “O momento não é de saber se o cara no comando é o da esquerda ou da direita, se é homem ou mulher (…). O importante agora é união, para acabarmos com esse vírus”, disse o “pitbull”, ao Estadão, em 30 de maio.

Produtividade… Um efeito curioso da pandemia no Senado: a produtividade aumentou. Sem obstruções e cafezinhos, o quórum foi maior. Mais propostas foram analisadas do que no mesmo período de 2016, último ano de eleições municipais.

… maior. Desde 20 de maço, foram 49 MPs, 102 projetos de lei, quatro PECs, totalizando 155 textos, contra 79 matérias deliberadas no mesmo período de 2016. Nas sessões deliberativas há quatro anos, a média era de 71 senadores por sessão. Agora é de 76,5.

CLICK. O senador Fabiano Contarato (Rede-RS) celebrou o Dia dos Pais com seu marido, Rodrigo, e o filho do casal, Gabriel, de 6 aninhos.

Coluna do Estadão

Deixa… Parte da oposição teme que reagir às novas revelações do caso Queiroz envolvendo Michelle Bolsonaro acabe levando o caso do MP do Rio para a PGR.

…pra lá. A primeira-dama não tem foro privilegiado, como o marido, mas poderia tentar, de alguma forma, trazer o caso para as mãos de Augusto Aras. Para esses parlamentares, seria o pior cenário possível.

Equipe. Filipe Sabará, pré-candidato a prefeito pelo Novo, contratou Tiago Ayres, advogado que impugnou a candidatura de Lula em 2018. Ayres atuará como seu coordenador jurídico.

 

BOMBOU NAS REDES!

Ministro Gilmar Mendes. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF): “Cumpramos as recomendações técnicas da OMS, ouçamos os médicos. A ignorância nesse momento está longe de ser uma virtude”, sobre o combate à covid-19.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: