Centrão já tem figurino pronto para sucessão de Maia

Centrão já tem figurino pronto para sucessão de Maia

Coluna do Estadão

02 de fevereiro de 2020 | 03h00

Andre Dusek/ Estadão

A controversa decisão do ministro Luiz Fux de suspender o juiz de garantias virou combustível na já intensa luta nos bastidores pela sucessão de Rodrigo Maia no comando da Câmara. Os perfis apresentados como “ideais” para o novo presidente da Casa vestem sob medida o figurino de líderes do Centrão: o “conciliador”, para não gerar atritos desnecessários na relação com o jeitão “macho alfa” de Fux e de Jair Bolsonaro, e o “pulso firme”, para defender o Legislativo sem fugir das brigas com os demais Poderes. Fux assume o STF em setembro.

Comum. Pré-requisito mesmo nesses modelos é a “experiência”. Com ela, o Centrão esperava fechar a porta da sucessão para os novatos e emplacar um de seus veteranos da Casa.

Quem é quem. No perfil pulso firme se destaca o líder do PP, Arthur Lira (AL). Aguinaldo Ribeiro (PB), do mesmo partido, é tido como mais conciliador e teria a simpatia do Planalto. Ambos sonham com o apoio de Maia, que deixa o cargo em fevereiro de 2021.

Xii… Entre deputados governistas, há certo receio de que a condução da agenda da Câmara possa degringolar de vez (na perspectiva do Planalto, claro) a partir de 2021. Principalmente se os deputados optarem por um nome mais combativo para o lugar de Maia.

De boa. Marcelo Ramos (PL-AM) não se enquadra no pré-requisito da “experiência”, o que para muitos analistas e parlamentares não chega a ser necessariamente um problema. Pelo contrário, é vantagem.

Em alta. No Senado, Eduardo Gomes (MDB-TO) desponta como solução para a sucessão de Davi Alcolumbre (DEM-TO), não que o atual presidente tenha desistido de alterar as regras para ganhar o direito a uma reeleição.

Ativos. Gomes, da “velha política”, tem trânsito fácil com os colegas e com o governo. Se unir o MDB e ganhar a bênção de Fernando Bezerra Coelho (PE), se torna quase imbatível.

Sonho meu. Eleito sob o signo da “renovação, Alcolumbre busca o apoio da velha guarda para tentar emplacar a reeleição, que também beneficiaria Maia.

Me ajuda… O apresentador de TV José Luiz Datena em bons motivos para se aproximar cada vez mais de Jair Bolsonaro. O principal, claro, é um eventual apoio do presidente a seu sonho de ser candidato a prefeito de São Paulo neste ano.

…aí. Em outra esfera, a amizade com Bolsonaro pode recompor pontes do apresentador da Band com a TV Record, dinamitadas após ação milionária da emissora contra Datena por quebra de contrato. O presidente, como se sabe, mantém bom relacionamento com a televisão dos bispos.

CLICK. A bancada da segurança pública na Câmara dos Deputados retoma os trabalhos esta semana com exposição sobre a ação das polícias militares de todo o País.

Ação… Marília Arraes (PT) já monta estafe de campanha para concorrer à prefeitura do Recife.

…e reação. Partidos de centro estão sendo procurados por interlocutores de João Campos (PSB) com uma mensagem: o deputado e pré-candidato quer se afastar dos petistas.

‘Sing with me’. Em Salvador, o deputado Pastor Sargento Isidório (Avante), é um dos pré-candidatos a prefeito. Na Câmara, ele ganhou fama por cantar nas sessões com uma bíblia na mão e afrontar Bolsonaro.

BOMBOU NAS REDES!

Artur do Val
Deputado estadual (sem partido-SP)

“Desemprego caiu para 11% em dezembro. Reformas liberais funcionam! “Só com uma agenda liberal e republicana podemos chegar lá (ao crescimento).”

COM ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.