Ceará abre inquérito contra mais de 300 PMs envolvidos em greve

Ceará abre inquérito contra mais de 300 PMs envolvidos em greve

Marianna Holanda

20 de fevereiro de 2020 | 20h12

 

O governo do Ceará já abriu inquéritos contra mais de 300 policiais militares por suposto envolvimento na greve dos últimos dias. São quatro presos até o momento.

Na quarta-feira, em Sobral, o senador Cid Gomes (PDT-CE) levou dois tiros ao tentar avançar, com uma retroescavadeira, sobre o portão de um quartel em que estavam manifestanres.

Segundo a Coluna apurou, não há muito espaço para anistia a esses policiais e a punição deve ser mesmo expulsão.

Por esse motivo e pela chegada dos militares, prevista para a sexta-feira, com a GLO decretada por Jair Bolsonaro, o movimento está perdendo apoio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.