Cauê Macris corta despesas e acaba com gratificações em gabinete

Cauê Macris corta despesas e acaba com gratificações em gabinete

.

Luiza Pollo

14 de abril de 2017 | 07h00

 

Foto: Vera Massaro / ALESP

Foto: Vera Massaro / ALESP

Após cortar o aluguel de máquinas de café e reduzir as luzes acesas da Assembleia Legislativa de São Paulo, o presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), mirou as baterias contra sua própria tropa.

Cauê acabou com as gratificações do seu chefe de gabinete, do procurador jurídico, do secretário-geral de Administração e do secretário parlamentar, numa economia de R$ 528 mil durante sua gestão.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Cauê Macris

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.