Caso Temer caia, governistas tendem a optar por eleição indireta

Caso Temer caia, governistas tendem a optar por eleição indireta

.

Luiza Pollo

19 de maio de 2017 | 06h30

Foto: Wilton Junior/Estadão

Se Temer renunciar ou for afastado, a tendência da maioria governista é defender que seja cumprida a Constituição. Ou seja, eleição indireta para escolher o sucessor.

A possibilidade de ter presidente escolhido por eleição indireta acendeu ambições em Brasília. “O sonho está liberado e tem muita gente sonhando”, diz um ministro.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Eleição indireta

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.