Caminhoneiros falam em ‘traição’ do governo

Caminhoneiros falam em ‘traição’ do governo

Coluna do Estadão

10 de dezembro de 2020 | 05h00

Foto: Wilton Junior/Estadão

Caminhoneiros reclamam que o governo federal descumpriu uma promessa e retirou proteção à categoria ao permitir que empresas estrangeiras operem transporte terrestre no Brasil na votação do projeto da chamada BR do Mar. Além disso, segundo eles, o texto não avançou na questão dos incentivos tributários para a categoria. “Não somos contra o projeto até determinado ponto, mas fomos traídos pelo governo. Ele está deixando de lado quem o apoiou”, afirma Wallace Landim, o Chorão. A ideia de uma paralisação já começa a ser discutida.

Receio. Landin é presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava). O medo dos caminhoneiros é de que haja concentração de mercado com a entrada de empresas estrangeiras.

Queremos… Secretários estaduais da Cultura querem que o governo edite medida provisória para prorrogar a execução da Lei Aldir Blanc (espécie de auxílio emergencial do setor) até dezembro de 2021.

…mais tempo. Alegam que o governo demorou demais para sancionar a lei e não deu tempo suficiente para o dinheiro chegar na ponta. A saída de Marcelo Álvaro Antônio do Turismo (onde fica abrigada a Cultura) trouxe apreensão aos gestores do setor.

Parou? O acordo vinha sendo costurado com a Secretaria Nacional de Cultura e não se sabe se isso muda o cenário. A entrada de Gilson Machado sinaliza para certa continuidade.

Água… A promessa de Eduardo Pazuello de começar a vacinação contra a covid-19 ainda este ano foi lida por gestores de Saúde como um sinal de certo desespero do governo federal em não ficar para trás na guerra de narrativas com João Doria (PSDB).

…subiu. Em termos reais, nem o mais otimista dos governistas acredita ser possível vacinar este ano.

É grave, doutor? Presidente da comissão da covid-19 na Câmara, o deputado Dr. Luizinho (PP-RJ), virou espécie de “guia prático contra o coronavírus”: o médico não consegue dar dez passos sem que um parlamentar, servidor ou funcionário pare para tirar uma dúvida.

SINAIS PARTICULARES.
Dr. Luizinho, deputado federal (PP-RJ)

Ilustração: Kleber Sales

 

Sem… Colegas de bancada de Marcos Pereira (Republicanos-SP) estão preocupados com a demora dele em desistir formalmente do sonho de presidir a Câmara dos Deputados: pode deixar o partido sem cargos na Mesa Diretora se não pular logo para outro barco com mais chances de chegada.

…demora. A pressão é pela adesão à candidatura de Arthur Lira (PP-AL), oficializada ontem mesmo.

CLICK. Após almoço com Tabata Amaral (PDT-SP), Marcelo Ramos (PL-AM) foi só elogios: “Encontro uma energia renovadora para a minha caminhada”.

Aniversário. Um ano após aprovação na Câmara Municipal, a lei de combate à corrupção de São Paulo ainda não foi regulamentada pela gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB).

Teoria… De autoria do vereador Police Neto (PSD), a lei “organiza a política municipal de prevenção da corrupção, cria o Conselho Municipal de Transparência e Controle Social e o Fundo Municipal de Prevenção e Combate à Corrupção” na capital.

…sem prática. Covas sancionou a lei em janeiro. Porém, o Executivo deixou caducar o prazo de regulamentação. Vale lembrar: na campanha ele prometeu criar “Lava Jato paulistana”.

PRONTO, FALEI! 

Instituto Sou da Paz

Carolina Ricardo, diretora executiva do Sou da Paz: “O País perde vidas e precisa de dinheiro para a Saúde, e o presidente adota medida que pode aumentar mortes”, sobre zerar alíquota de importação de armas. 

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.