Câmara retira elogios de perfil de Eduardo Cunha

Câmara retira elogios de perfil de Eduardo Cunha

Naira Trindade

05 Julho 2018 | 06h30

Eduardo Cunha, ex-deputado Foto: Dida Sampaio/Estadão

A Câmara dos Deputados trocou o perfil do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ) na galeria de ex-presidentes da Casa. Após a Coluna do Estadão revelar que ele era apresentado como “parlamentar de merecida credibilidade e respeito de seus pares e, sobretudo, da sociedade brasileira”, o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) pediu à Mesa Diretora a alteração. O perfil elogioso não informava que Cunha teve o mandato cassado e está preso pela Operação Lava Jato acusado de corrupção.

O perfil de Cunha agora traz apenas informações sobre as atividades que exerceu e incluiu a perda de mandato.

LEIA MAIS: Congresso vai deixar refugiados sem dinheiro

Antes da alteração, a Câmara enaltecia o “espírito independente e profundo conhecimento do regulamento da Câmara” do ex-deputado.

O texto destacava: “Hoje, Eduardo Cunha é reconhecidamente um dos políticos mais influentes e atuantes da atualidade. É reconhecido como um dos parlamentares mais atuantes do Congresso brasileiro…com espírito independente e profundo conhecimento do regulamento da Câmara, Eduardo Cunha conquistou merecida credibilidade e respeito de seus pares e, sobretudo, da sociedade brasileira.”

Para concluir: “Por uma Câmara Independente, mais próxima do povo e de suas causas e sem submissão aos Poderes Executivo e Judiciário, o líder peemedebista prometeu incondicional empenho. Essa é a marca do deputado Eduardo Cunha.” (Naira Trindade)