Câmara pode discutir pena de trabalho forçado

Câmara pode discutir pena de trabalho forçado

.

Luiza Pollo

19 de janeiro de 2017 | 05h00

Ilustração: Baptistão/Estadão

Ilustração: Baptistão/Estadão

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, reconhece que a Casa vai debater e votar projetos que tratem de mudanças na área de segurança pública do País. Favorito à reeleição, ele afirma que é “inevitável” que a Câmara discuta o tema no fim do recesso. Na enxurrada de projetos que estão sendo apresentados, um deles ganha força na Casa. Apresentada pelo líder do PR, Aelton Freitas, a proposta mexe na Constituição e inclui a possibilidade de pena de trabalho forçado para presos. “A Câmara vai discutir as propostas que chegarem, inclusive essa”, diz Maia.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiatrabalho forçado

Tendências: