Bradesco nega ter contratado serviço de lobistas no Carf

-

Luiza Pollo

31 de maio de 2016 | 16h13

Leia a íntegra da resposta do Bradesco em relação ao indiciamento do presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco, e dois executivos da instituição no inquérito da Operação Zelotes que investiga compra de decisões no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), conforme informado com exclusividade pela Coluna do Estadão.

“O Bradesco informa que não houve contratação dos serviços oferecido pelo grupo investigado. Acrescenta que foi derrotado por seis votos a zero no julgamento do Carf. O Bradesco esclarece ainda que o presidente da instituição, Luiz Carlos Trabuco Cappi, não participou de qualquer reunião com o grupo citado.

O mérito do julgamento se refere a ação vencida pelo Bradesco em todas as instâncias da Justiça, em questionamento à cobrança de adicional de PIS/Cofins. Esta ação foi objeto de recurso pela Procuradoria da Fazenda no âmbito do Carf.

O Bradesco irá apresentar seus argumentos juridicamente por meio do seu corpo de advogados.”

Tendências: