Boulos reinicia contra-ataque a Bolsonaro

Boulos reinicia contra-ataque a Bolsonaro

Andreza Matais

08 Setembro 2018 | 14h38

A trégua dos opositores de Jair Bolsonaro (PSL) na eleição presidencial já acabou. O candidato Guilherme Boulos (PSOL) criticou no Twitter o capitão reformado por voltar a fazer o gesto de uma arma com as mãos após ser vítima de um ato de violência na sexta-feira. Bolsonaro levou uma facada durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) e teve que passar por uma cirurgia.

A foto foi postada pelos filhos de Bolsonaro nas redes. Boulos usou a imagem para lamentar que “após ter sido vítima de ato de violência, Bolsonaro siga estimulando mais violência”. Bolsonaro defende a liberação do porte de armas para combater a violência. Medida criticada por seus opositores.

O atentado a Bolsonaro fez com que os demais candidatos dessem um tempo na artilharia contra ele, que é o primeiro colocado nas pesquisas. A Coluna revelou hoje, contudo, que seus oponentes aguardam ele melhorar ou voltar a se posicionar (como hoje) para retomar o debate político, inclusive confrontando o capitão reformado. “É a pele dele ou a nossa”, resumem. (Andreza Matais)